sábado, 22 de abril de 2017

De olho

Jornal Cruzeiro do Sul

Informação Livre

Jornal Cruzeiro do Sul


Coleta de lixo muda e as ruas têm acúmulo de lixo em Votorantim

Jornal Cruzeiro do Sul
Felipe Shikama



Atraso na coleta acontece desde segunda-feira e foi constatado em alguns bairros da cidade - FÁBIO ROGÉRIO


Moradores de vários bairros de Votorantim reclamam do acúmulo de lixo nas ruas da cidade, desde a última segunda-feira (17), quando entrou em vigor um novo sistema de trabalho dos coletores e motoristas. A Prefeitura informa que está sendo feito um realinhamento do serviço de coleta na cidade.

A Prefeitura admite que determinou a mudança no regime de trabalho dos 40 servidores deste setor, já que o expediente era feito tarefa e terminava diariamente com o encerramento do itinerário. Agora, os trabalhadores terão de cumprir toda a carga horária sem fazer hora extra, que é dividida em dois turnos, sendo o primeiro das 7h às 13h e das 13h às 19h, em sistema seis por um.

Em resposta enviada por e-mail, via assessoria de imprensa, a Prefeitura diz que a mudança tem como objetivo desonerar os cofres públicos, já que segundo a administração municipal "existe uma alta quantia de horas extras pagas aos coletores". Segundo a Prefeitura, o pagamento dessas horas extras já era feito na gestão anterior e gerava um impacto orçamentário anual na ordem de R$ 4 milhões.

Na quinta-feira (20), a pedido dos coletores, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Votorantim, Silvio Cavalheiro, esteve na Prefeitura para tentar negociar uma solução, mas a reunião terminou inconclusiva. Na avaliação do sindicalista, as alterações foram determinadas de maneira apressada, visto que além de não terem sido executados estudos de viabilização, a população não foi avisada com antecedência.

A Prefeitura foi questionada sobre as reclamações, mas preferiu não se manifestar. Em nota, ela acrescentou que, até o final do expediente de quinta-feira (20), não recebeu nenhum comunicado sobre possível greve. Sobre o acúmulo de lixo em alguns bairros, a Prefeitura disse que está fazendo um "realinhamento do serviço de coleta de lixo, para que esta atividade seja mais eficiente".

Ontem à tarde, a reportagem percorreu vários bairros de Votorantim e constatou acúmulo de sacolas de lixo em calçadas e contêineres de ruas e avenidas do Jardim Clarice, Vila Nova, Parque Bela Vista, Jardim Serrano e Promorar.

Morador da rua Mercedez Nardi Arcuri, na Vila Nova, o aposentado Reinaldo Duarte contou que a coleta de lixo em frente à sua casa estava interrompida desde segunda-feira (17). "Minha preocupação maior é com o risco de doenças, já que aqui em frente tem uma escola e um centro de saúde", disse.
Dono de uma loja na rua Ursulina Rinaldi Velangieri, no Parque Bela Vista, Cleidemir Valandro confirmou que o problema na remoção do lixo começou no início da semana, mas acreditava se tratar de problemas mecânicos com o caminhão de coleta. "O cheiro já está insuportável. O bairro inteiro está fedendo carniça", reclamou.






19ª Caminhada da Penha acontece neste domingo

Jornal Cruzeiro do Sul

Haverá missa campal em frente à capela da Penha - EMÍDIO MARQUEs

A estrada passou por manutenção durante a semana - EMÍDIO MARQUES


A 19ª edição da Caminhada da Penha será realizada nas primeiras horas deste domingo (23), com saída marcada para as 4h30, da paróquia São José (rua Amirtes Luvison, s/n - Chave, ao lado da fábrica Fiação Alpina), em Votorantim. A expectativa dos organizadores é reunir aproximadamente 1 mil pessoas no evento, que já se tornou tradição na cidade. Nos últimos dias, operários da Prefeitura de Votorantim fizeram o trabalho de manutenção na estrada que dá acesso à capela. A concentração dos peregrinos deve começar por volta das 4h.
Às 4h30, uma benção dará início oficial à caminhada de 20 quilômetros (sendo nove deles em estrada de terra) pela serra de São Francisco. Às 10h, haverá missa campal em frente à capela da Penha.

Todo o trecho de terra do caminho recebeu manutenção nos últimos dias, com terraplanagem e capinação. Na quinta-feira, a reportagem do Cruzeiro do Sul verificou que não existiam buracos ou pontos problemáticos ao longo do trajeto. Até mesmo pequenos buracos anteriormente existentes no trecho de asfalto foram tapados. No mesmo dia, operários da Prefeitura davam os últimos retoques na área que fica em frente à capela e receberá a missa campal. Além da limpeza e dos reparos, o local ainda ganhou nova pintura.

Logística e preparação

Um grande esquema de logística foi montado pelos organizadores, em conjunto com a Prefeitura, para a caminhada. Haverá banheiros químicos ao longo do caminho, ambulância e carro de apoio, além das presenças da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal.

Três paradas ao longo do caminho servirão de ponto de apoio aos peregrinos. "Vamos distribuir lanches, café, café com leite, água e banana", diz Paulo Roberto Ferreira Camargo, o Beto Zen, organizador do evento. Escoteiros do Grupo Vuturaty farão a limpeza do trajeto, após a passagem de todos os participantes.

Para uma caminhada longa, quem vai pela primeira vez deve ficar atento, especialmente, aos limites do próprio corpo. "A dica é andar no seu natural, não forçar. Se puder andar um pouco mais lentamente ainda, é até melhor, pois consegue chegar com fôlego no final", aconselha Beto. "Há alguns anos, deixou de ser uma simples caminhada e muitos encaram como evento religioso", ressalta.

Camisetas

A organização da caminhada confeccionou 500 camisetas do evento. Elas podem ser trocadas, até o fim do estoque, por cinco quilos de arroz em um dos postos de distribuição. O alimento arrecadado será doado para entidades assistenciais. Os postos de troca são supermercado Malucho da avenida São João e Parque Jataí; padaria Bela Vista, no Parque Bela Vista; Farma Luz, no Vossoroca; Adega do Magrão, no Vossoroca; Mix Embalagem, no Parque Jataí; Farma Vem, no Jardim São Lucas; Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e Vicentinos.




Sorocaba fecha 291 vagas de emprego em março

Jornal Cruzeiro do Sul
Marcelo Roma


 Os números mensais do Caged vêm oscilando na cidade - ERICK PINHEIRO / ARQUIVO JCS


Depois de dois meses consecutivos de contratações, janeiro e  fevereiro, Sorocaba voltou a demitir em março. O saldo negativo foi de 261 vagas de trabalho com carteira assinada, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados na quinta-feira. Ocorreram 6.249 admissões e 6.510 desligamentos no mês. Em janeiro foram 303 contratações e em fevereiro, 436, número maior que o mês anterior apesar da quantidade menor de dias.

O acumulado de 2017, já incluindo março, ficou portanto em 478. Em 2016 apenas dois meses tiveram saldo positivo de emprego em Sorocaba: março e novembro. As contratações temporárias do comércio ajudaram em novembro, que registrou 148 contratações. Dezembro, no entanto, veio com 2.304 vagas a menos.

As demissões na indústria (-651) e no comércio (-51) puxaram o Caged de Sorocaba para baixo em março. Por outro lado, administração pública (177), construção civil (132) e serviços (134) impediram que o resultado fosse pior. Nos últimos 12 meses são 7.806 demissões na cidade.A pesquisa do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), noticiada na quarta-feira, mostrou que o nível de emprego nas indústrias da região de Sorocaba (48 municípios) também ficou negativo em março, com 1.250 vagas a menos. Em fevereiro houve pequeno aumento de 50 vagas e em janeiro também ocorreram mais contratações, com 150.

Com relação aos números do Caged de Sorocaba referentes a março, o economista Renato Garcia considera que um único mês não pode ser considerado tendência, mas sim vários meses seguidos. Ele vê uma retomada gradual da economia este ano e ressalta que o efeito no mercado de trabalho demora mais. "A recuperação do emprego é um processo lento e volátil."

Garcia observa que mesmo com uma demanda maior que exige aumento de produção, o empresário procura manter o quadro atual de funcionários para só depois contratar. O investimento em novos empregados também reflete a confiança nos sinais de bom desempenho da economia, segundo o economista.

De maneira geral, Garcia acredita que a divulgação em breve do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do País no primeiro trimestre e a inserção de recursos com a liberação das contas inativas do FGTS, ajudarão na recuperação da economia. "Muita gente usa o dinheiro do FGTS para pagar dívidas, mas uma boa parte vai para o consumo", cita Garcia.
Em outras cidades da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), o Caged mostrou saldo positivo de 51 vagas em Votorantim, também positivo de 89 em Itu, mas negativo em Itapetininga, com 169 postos de trabalho a menos.

Brasil e SP

No Brasil, o Caged registrou o fechamento de 63.624 postos de trabalhos em março, como resultado de 1,251 milhão de admissões e 1,324 milhão de demissões. Enquanto o Rio Grande do Sul foi o Estado que mais criou empregos no mês, com 5.236 vagas, Alagoas foi o que mais demitiu, com -9.335. O Estado de São Paulo figura como o segundo Estado que mais eliminou postos de trabalho em março, com -9.646.




Moradores reclamam de abandono em várias áreas no Jardim Tatiana

Jornal Cruzeiro do Sul
Larissa Pessoa

 Reginaldo é um dos denunciantes - FÁBIO ROGÉRIO


 Segundo os moradores, a coleta de lixo não segue uma periodicidade - FÁBIO ROGÉRIO

 Entre os problemas está o abandono da construção da UBS, que deveria ter sido entregue em setembro de 2016 - FÁBIO ROGÉRIO


Moradores do bairro Jardim Tatiana, que parte fica em Sorocaba e outra parte em Votorantim, apontam diversos problemas na localidade. Entre as dificuldades enfrentadas por quem vive no bairro estão a irregularidade na coleta de lixo, ruas esburacadas e sem pavimentação e demora de ônibus. O atraso na entrega da Unidade Básica de Saúde (UBS) também preocupa a população.

A comerciante Mônica Alves Campos, 47, vive no local há seis anos e conta que a coleta de lixo nas primeiras ruas do bairro são de responsabilidade da Prefeitura de Sorocaba e que o serviço é feito regularmente. Já na parte que pertence a Votorantim, afirma, a coleta não segue uma periodicidade. "As pessoas colocam todo o lixo na rua no dia que tinha que passar, mas de duas semanas para cá não estão seguindo o cronograma", reclama.

Marcos Roberto Martins, 46, afirma que o problema com o lixo é grave e que ele mesmo junta todos os materiais descartados por vizinhos e arruma em um container improvisado. "A coleta demora muito e se não arrumar a rua inteira fica emporcalhada." A Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) de Votorantim, na terça-feira, informou que devido à manutenção de caminhões foi necessário a reestruturação da rota, mas que ainda nesta semana a coleta de lixo estaria normalizada no bairro. Ontem a Prefeitura revelou estar sendo feito um realinhamento do serviço de coleta na cidade.

Infraestrutura

Outra reclamação unânime entre os moradores do Jardim Tatiana é sobre o mato alto e falta de pavimentação em diversas ruas. "Nós fomos esquecidos pelo poder público", afirma o comerciante Reginaldo Manoel da Silva, 53. A Prefeitura de Votorantim informou que está programada para a próxima semana a realização do projeto Cidade Viva com capinação e roçagem, limpeza de áreas com a remoção de entulho e materiais inservíveis, tapa-buraco e sinalização. Quanto a pavimentação, a Prefeitura afirma que "tem a intenção, porém realiza estudos para viabilizar recursos".

O comerciante que vive no Jardim Tatiana há 15 anos também reclamou do atraso na entrega da Unidade Básica de Saúde (UBS). Reginaldo Manoel relata que a obra está abandonada e que ratos, aranhas e até cobras surgem no terreno. Há uma placa no local com anúncio do Governo Federal em frente a futura unidade citando investimento de R$ 300.175,12, com início da obra em janeiro de 2016 e entrega em setembro do mesmo ano.

A Prefeitura diz que os trabalhos foram paralisados na gestão passada, mas que pretende retomar, tendo em vista que a obra foi abandonada e precisa de nova licitação. "A Prefeitura já está viabilizando os recursos através da Secretaria de Saúde para complementar o valor e contratar nova empresa para a conclusão das obras", anunciou.

Transporte

No bairro passam linhas de Sorocaba e Votorantim, porém, nenhum dos veículos trafega por todas as ruas e quem mora nas extremidade precisa caminhar bastante até o ponto de ônibus. A recepcionista Ketlyn Malaquias, 24, é uma das pessoas que sofre quando precisa se deslocar. "Da minha casa até o ponto é uma caminhada de pelo menos 20 minutos", calcula.

O Grupo São João -- responsável pelo transporte de Votorantim -- informou que o bairro era atendido pelas linhas 3109 - Novo Mundo e 3124 - Jardim Tatiana, via Parque do Matão e que recentemente passou a ser atendida também pela linha 3108 - Primavera/Jardim Tatiana via Parque Bela Vista. "Tínhamos uma frequência de aproximadamente 80 minutos no bairro. Essas linhas passavam quase que no mesmo horário. Foram feitas alterações que começaram a vigorar no dia 10 de abril visando melhorar a frequência de ônibus, passando de 80 para 40 minutos", informou. O Grupo São João também divulgou que agora dispõe de aplicativo e que todas as alterações de horários e rotas são comunicadas com dez dias de antecedência.

Já a Urbes -- Trânsito e Transporte, que administra o transporte coletivo em Sorocaba, informou, por meio de nota, que serão realizadas pesquisas operacionais na linha 44/1 - Tatiana para avaliar a necessidade técnica de ajustes. A empresa pública, porém, argumenta que há a necessidade de se respeitar os limites de município para não caracterizar transporte suburbano, que é de responsabilidade da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU).


APAE de Votorantim briga por recursos e tem dificuldades financeiras

Cruzeiro FM




Membro do conselho fiscal da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Votorantim, Thiago Melo, esteve presente nos estúdios da Cruzeiro FM, em uma conversa com nosso repórter Caio Rossini, falou das dificuldades que a instituição vem encontrando nesse momento de crise que assola o país.

Na entrevista, Tiago deixa bem claro as dificuldades encontradas com os repasses financeiros e que mesmo tendo a ajuda do governo e da prefeitura de Votorantim não é o suficiente. A APAE de Votorantim conta com cerca de 110 assistidos, que fazem uso desse repasse anual com os gastos ao atendimento.

Ouça: http://www.cruzeirofm.com.br/noticia/apae-de-votorantim-briga-por-recursos-e-tem-dificuldades-financeiras/

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Audiência Pública produtiva discutiu a situação dos moradores de rua e dependentes químicos em Votorantim


A Audiência Pública realizada na Câmara Municipal nesta terça-feira, dia 18, para tratar sobre a implantação de uma Casa de Recuperação Feminina e Masculina, bem como, a implantação de Albergues ou Abrigos para moradores de rua em Votorantim, foi considerada bastante positiva pelo vereador Heber Martins (PDT), que presidiu os trabalhos. "O encontro atingiu o objetivo de propor a reflexão, facilitar o debate de ideias, ouvir voluntários, autoridades e buscar formas rápidas para resolver essa grave questão social e humanitária" concluiu o vereador.

A Audiência abriu a oportunidade para testemunhos emocionantes de voluntários que há anos se dedicam em prol dos moradores de rua e dependentes químicos. Os representantes de entidades se dispuseram a colaborar com o Poder Público e a criação do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, entre outras ferramentas necessárias para ajudar na prevenção.

A reunião contou com a presença da Secretária de Cidadania e Geração de Renda, Sandra Pinesso, vereadores Dr. Luiz Carlos, Alfredo Pissinato e Zelão, e foi abrilhantada com a presença de representantes do terceiro setor: Casa de Recuperação Renascer, GAFAS, ONG Ressuscita, Instituto Grão de Mostarda, Creche São Vicente de Paulo, Mais Vida, Gideões da Noite, Secretaria de Desenvolvimento Social de Sorocaba, Câmara de Sorocaba, Escritor do livro "O Sonho dos Mortos Vivos" que aborda sobre dependentes químicos, Projeto Cozinhando com o Coração, Projeto "Dá-lhes vós mesmo de comer", Grupo Jantar Solidário, Diretor de desenvolvimento urbano de Votorantim, Coordenadora do CREAS.

 

A Secretária Sandra Pinesso afirmou o compromisso com a cidade da criação de ferramentas para o auxilio aos moradores de rua e possíveis parcerias com casas de recuperação e abranger essa importante causa social com a Região Metropolitana, com recursos estaduais e federais, reforçando um compromisso feito pelo Prefeito Fernando, na área social, em seu plano de governo.

Assessoria de imprensa
Câmara de Votorantim

PSOL de Votorantim protocola representação contra o prefeito


O PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) de Votorantim protocolou, na manhã desta quarta-feira (19), no Fórum local, uma representação contra a Prefeitura de Votorantim, que pretende alterar a destinação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em Unidades Básicas de Saúde (UBSs).
Segundo o presidente do partido local, Rodrigo Chizolini, a proposta da Prefeitura de Votorantim de devolver dinheiro do orçamento do município, com o objetivo de mudar a destinação original dos prédios das UPAs, é prejudicial ao interesse público.
O atual prefeito de Votorantim anunciou nas últimas semanas que devido às condições financeiras da administração pública, não haveria condições de colocar em funcionamento os dois prédios e que devolveria R$ 4 milhões para o governo federal, na intenção de modificar o objeto do projeto original. "Ou seja, em vez de entregar as UPAs, responsáveis por atender urgência e emergência, será instalada uma Unidade Básica de Saúde (UBS), que funciona apenas em horário de expediente, com atendimento pré-agendado e para situações corriqueiras de problemas de saúde", explica Rodrigo Chizolini.
O Pronto Atendimento (PA) 24 horas, localizado na rua Antônio Walter – Centro, foi inaugurado há mais de 20 anos para atender determinada demanda populacional de aproximadamente 95 mil votorantinenses. Atualmente, a demanda populacional da cidade cresceu e, segundo dados do Ibge, há 118.858 habitantes e as condições do PA Central na prática são as mesmas de quando foi inaugurado.
No texto da representação, traz a informação que, na gestão da prefeitura local - período 2009-2012 -, o município recebeu recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) para a construção de duas Unidades de Pronto Atendimento 24 horas (UPAs) no Jardim Paulista e no Parque Jataí. Essas duas unidades serviriam para desafogar o atual PA Central. Ocorre que esses dois prédios não foram inaugurados até o momento.

Estrutura atual do PA Central
De acordo com relatos de funcionários e pacientes, o prédio atual do PA 24 horas possui um posto de enfermagem, que não entra cadeira de rodas; há quatro consultórios; uma sala de acolhimento que fica dentro do corredor fazendo o paciente ser atendido na triagem e voltar à recepção; uma sala de assistência social; uma sala de gesso (que não entram macas e cadeiras de rodas); uma sala de medicação rápida e inalação, que não tem ventilação adequada para pacientes e funcionários.
O quarto de isolamento é inadequado para os padrões de segurança hospitalar. Há um quarto de isolamento, que não possui antessala. No isolamento, existe apenas uma cama, a qual está quebrada e um banheiro sem chuveiro. Quando tem paciente isolado e precisa tomar banho, é necessário locomover o paciente para um dos quartos. Essa situação deixa todo o lugar com vulnerabilidade de contágio de infecções hospitalares, pois o espaço de isolamento não cumpre a função de preservar o paciente que precisa ficar isolado.
A sala de reanimação possui dois leitos para atendimentos de emergências, como parada cardiorrespiratória e emergências pulmonares. Essa sala não possui nenhum tipo de ventilação, sendo improvisado com ventiladores de pacientes e funcionários. O único banheiro adaptado para deficiente fica na recepção.

PSOL Votorantim

Oficina de reciclagem está com inscrições abertas


Interessados têm até o dia 12 de maio. Ao todo, serão oferecidas 30 vagas


A Prefeitura de Votorantim, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, abriu as inscrições para uma oficina de reciclagem que acontecerá no Parque do Matão. Os interessados têm até o dia 12 de maio para apresentar o RG no próprio parque, das 8h às 11h. Serão oferecidas 30 vagas, dividas em turmas da manhã e tarde.  
A oficina irá começar no dia 18 de maio e terá duração de um mês. As aulas acontecerão todas as quintas-feiras em dois horários: das 8h às 10h e das 14h às 16h.  Os participantes receberão, no ato da inscrição, uma relação de materiais que deverão levar aos encontros.
De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Antônio Wilsom Miramontes, serão abertas novas inscrições após as aulas desta primeira turma.  "Os materiais a serem usados são papelão, jornal, papel, garrafas pet, entre outros, e os participantes poderão fazer diversos objetos com o aprendizado", explica.
A reciclagem é uma atividade econômica que promove benefícios ambientais e sociais. Reciclar é o processo de recuperação e revalorização da matéria-prima descartada, que se transforma em um novo produto, retornando ao ciclo de consumo com danos mínimos ao meio ambiente.

Serviço
O Parque do Matão fica na rua Ângelo Delapasi, 117, no Parque Bela Vista, e está aberto de segunda a segunda, das 8h às 17h.

Jornalista: Lucas Spirim
Secom Votorantim
 


Projeto de lei prevê dobrar valor de multa para quem descartar lixo e entulho na cidade

 

Prefeitura vai instalar câmeras de videomonitoramento

em diversos  pontos para coibir a ação

 

O prefeito de Votorantim, Fernando de Oliveira Souza, encaminhou à Câmara Municipal nesta semana o projeto de lei que permite dobrar o valor da multa para quem descartar entulho, materiais inservíveis e lixo em áreas públicas ou particulares da cidade.

A proposta é uma ação conjunta com o Ministério Público no combate a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. Outras medidas adotadas serão a instalação de aproximadamente 70 câmeras de videomonitoramento em diversos pontos da cidade onde ocorre esse tipo de descarte de material e a criação de um grupo de whatsapp com a participação do maior número possível de servidores municipais que poderão constatar os pontos onde esses materiais estão sendo depositados.
 Fernando destaca a importância do projeto e das medidas a serem adotadas, tendo em vista o grande volume de lixo e entulho descartados na cidade. "Desde o início do ano estamos com nossas equipes percorrendo a cidade e já retiramos das ruas aproximadamente 1.000 caminhões de entulho e materiais inservíveis", ressalta.
 O projeto de lei em questão refere-se à responsabilidade dos proprietários de imóveis em situação de abandono, ao descarte de entulhos de maneira irregular na cidade, bem como a atualização de valores das multas aplicadas. As autuações serão aplicadas em Unidades Fiscais do Município de Votorantim (UFM). Sendo Infração leve o valor de 300 UFM; Infração média: 600 UFM e Infração grave: 900 UFM. O valor atual de cada UFM é de R$ 4,0009.
O projeto permite ainda que todo e qualquer fiscal da Prefeitura, que atuando no combate à dengue, chikungunya ou zika, detém poderes para lavrar o auto de infração. Ainda de acordo com o projeto, os proprietários ou possuidores de imóveis urbanos ou rurais são responsáveis, independentemente de prévia notificação, pela retirada de todo e qualquer material, entulho, objeto ou lixo que, com ou sem sua autorização, forem descartados nos seus imóveis, ainda que por terceiros ou desconhecidos.

 

Jornalista: André Reis
Secom Votorantim


Nota do PSOL sobre a criação da Comissão de Turismo promovida pela Prefeitura de Votorantim

A executiva do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) de Votorantim externa preocupação é repúdio referente à criação da Comissão Especial de Turismo, de autoria do atual prefeito da cidade, que irá esvaziar e fragilizar o  Conselho Municipal de Turismo (Comtur), como órgão representativo da sociedade na elaboração de políticas públicas para o desenvolvimento do turismo.
Com a criação dessa comissão, o objetivo do chefe do Executivo é enfraquecer a participação dos segmentos da sociedade interessadas em discutir o turismo na cidade. Além disso, questionamos a indicação do irmão do prefeito para integrar a comissão como representante da sociedade, como pode alguém representar a sociedade sendo indicado pelo poder público.

Executiva do PSOL

Prefeitos da região indicam Guilherme Gazzola para presidência da RMS

http://www.itu.com.br

Eleição está prevista para o dia 3 de maio, em Sorocaba.

Reunião na Prefeitura de Itu

Representantes de 19 dos 27 municípios que compõem a Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) indicaram o prefeito ituano, Guilherme Gazzola, para a presidência da entidade. A escolha ocorreu durante reunião realizada nesta quarta-feira, dia 19 de abril, na Prefeitura de Itu e deverá ser confirmada no dia 3 de maio, data em que está prevista a eleição da RMS na cidade de Sorocaba.

A deputada estadual Maria Lúcia Amary e o assessor executivo da Casa Civil do governo do Estado, Jesse James Latance, participaram do encontro que também atraiu autoridades de Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Ibiúna, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sorocaba, Tatuí, Tietê e Votorantim.

O prefeito de Salto, Geraldo Garcia, que declarou previamente seu apoio a Guilherme para presidente da RMS, não pôde comparecer e justificou a sua ausência. Além das cidades já mencionadas, a RMS é composta por Cesário Lange, Iperó, Itapetininga, Jumirim, Sarapuí e Tapiraí.

No decorrer da conversa, cada município presente teve a oportunidade de expor suas necessidades e expectativas em relação ao fortalecimento da RMS. A questão da saúde pública foi uma das principais pautas levantadas pelos governantes. O consórcio intermunicipal da saúde, que engloba Itu, Salto e Porto Feliz, embora ainda em fase de implantação, foi tomado como um modelo para gestão do setor nos dias de hoje.

O prefeito de Itu expôs que, além da saúde, um dos focos principais de sua atuação frente à RMS deverá ser transformar a região em um polo tecnológico, atrair empresas e aumentar o número de vagas no mercado de trabalho. Ao final do encontro, Guilherme agradeceu os participantes pelo apoio e pela disposição em trabalharem juntos. “Como prefeito anfitrião e indicado para presidir a Região Metropolitana de Sorocaba, estar sentado a esta mesa, com tamanha representatividade, chega a me comover. Muito obrigado a todos”.

RMS

A Região Metropolitana de Sorocaba conta com mais de 2 milhões de habitantes, representando 4,6% da população estadual. A RMS gera cerca de 4,25% do PIB (Produto Interno Bruto) paulista. Está estrategicamente situada entre duas importantes regiões metropolitanas do País − São Paulo e Curitiba −, além de manter limite territorial e processo de conurbação com a Região Metropolitana de Campinas.

Destaca-se, em âmbito nacional, por intensa e diversificada atividade econômica, caracterizada por produção industrial altamente desenvolvida, com predominância dos setores metal-mecânico, eletroeletrônico, têxtil e agronegócio (cana-de-açúcar).

Doze de seus municípios estão localizados no eixo das Rodovias Castello Branco e/ou Raposo Tavares, com economias baseadas em atividades industriais. Destes, seis apresentam especial relevância na economia paulista: Sorocaba, Itu, Itapetininga, Salto, Cerquilho e Votorantim. É a maior produtora agrícola entre as regiões metropolitanas do Estado de São Paulo, com elevada diversidade. Tem papel relevante na produção estadual de minérios, como cimento, calcário, rocha ornamental, pedra brita e argila, entre outros.

Moradores encontram medicamentos jogados em terreno baldio em Votorantim

Por G1 Sorocaba e Jundiaí

Remédios estavam em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Serrano. Alguns comprimidos ainda estão dentro do prazo de validade.

Remédios dentro da validade são jogados em área de Votorantim (Foto: Arquivo Pessoal)

Dezenas de cartelas de comprimidos foram encontradas descartadas de forma irregular em um terreno baldio de Votorantim (SP), na tarde desta quarta-feira (19). O terreno fica em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Serrano.
Moradores do bairro encontraram os medicamentos jogados e fizeram a denúncia. Entre o material descartado estavam remédios de alto custo, ainda dentro do prazo de validade, além de outros vencidos.
Uma equipe da Secretaria Municipal da Saúde esteve na área e recolheu as caixas e cartelas encontradas. A pasta informou que vai abrir uma sindicância interna para investigar o descarte e deve registrar um boletim de ocorrência para apurar o caso.

A área fica em frente a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Serrano. (Foto: Arquivo Pessoal)

Cultura abre inscrição de bandas regionais interessadas em se apresentar na Festa Junina

 

A Secretaria de Cultura, Turismo e Lazer (Sectur) publicou na edição desta quinta-feira (20) do Jornal Município de Votorantim o edital de Manifestação de Interesse objetivando a criação de listagem de bandas, grupos musicais e cantores, grupos de dança e demais manifestações artísticas interessados em participar da programação da 102º Festa Junina Beneficente de Votorantim 2017.
A inscrição que ocorrerá exclusivamente pela internet terá início na próxima segunda-feira (24). O edital completo pode ser conferido na edição do jornal que está disponível também pelo site www.votorantim.sp.gov.br.
O edital tem por objetivo de estabelecer normas para a inscrição de bandas, cantores ou grupo musical dedicados aos gêneros/estilos pertinentes à Festa Junina Beneficente de Votorantim, visando a criação de lista de interessados em realizar uma apresentação na Festa que acontece entre os dias 8 e 25 de junho.
Ainda de acordo com o edital as bandas interessadas deverão se apresentar nos dias 09, 12, 13, 19 e 20 de junho. Poderão se inscrever as bandas ou grupos musicais que se dediquem a covers e autoral e suas derivações, com até no máximo dez integrantes. Ainda conforme o edital, a banda/grupo musical ou cantor deve ser residente e com trabalho executado no município de Votorantim (prioritariamente) ou da região Metropolitana de Sorocaba.

Como se inscrever
As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente pela internet, entre às 0h do dia 24 de abril até o dia 28 de abril às 23h59 (horário de Brasília) no link específico disponível em:  https://goo.gl/forms/vEuQMy8Q7M5ddDTv2 . Não serão aceitas inscrições presenciais.

Jornalista: André Reis
Secom Votorantim

TV Votorantim - Larissa Pandori - Invasão na TV Votorantim

A mulher zumbi

Jornal Cruzeiro do Sul

15 locais fazem imunização antigripe em Votorantim

Jornal Cruzeiro do Sul

Ouça a Rádio Cultura Votorantim